Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Sístole Vs Diástole

A alguns dias atrás, tentei escrever sobre esse tema, depois de estar quase no final, a página expirou, além disso o teclado estava desconfigurado e a tecla de espaço, funcionava como delete. Não era pra ser naquela hora, fiquei furioso e desisti, mas já me acalmei um pouco e vou publicar. É claro que agora me preveni, escrevo e formato em um editor de texto e depois copio e colo aqui (parece ridículo, mas me sinto como se tivesse driblado e vencido a máquina).

Corte transversal no coração

Muita gente já deve ter verificado a Pressão Arterial (PA) alguma vez na vida, mas infelizmente não conhecem o raciocínio da coisa, aproveitando que vou escrever sobre Sístole e Diástole, vou alongar um pouquinho a idéia e explicar o que afinal de contas é a PA.

 

Bem, infelizmente, ou felizmente não dá pra sacar de Sístole, Diástole ou PA, sem ter pelo menos uma idéia simples de anatomia cardíaca, pois todos sabem (eu acho), que o coração é a bomba que empurra o sangue pelo corpo, está claro que o sangue não poderia subir das pernas para a cabeça sozinho.

 

Muito que bem, a visão simplificada da coisa é esta:

 

O coração é um músculo (sim, músculo), quadricavitário, ou seja, possui quatro cavidades ou buracos, sendo dois átrios em cima e dois ventrículos em baixo, situa-se no Mediastino (espaço entre os pulmões), repousa sobre o Diafragma (principal músculo envolvido na respiração, separa o Tórax do Abdômen), possui um ápice (ponta) e uma base... Bem acho que isso já chega. Agora vamos para o ciclo cardíaco:

 

O sangue venoso (não faça como eu, não confunda venoso com venenoso, venoso deriva de veia e venenoso deriva de veneno), que vem dos tecidos e está pouco oxigenado, chega pela veia Cava, entra no Átrio direito, passa pela valva (canalzinho que controla o fluxo entre as cavidades) Tricúspide e é ejetado para o ventrículo direito, passa pela valva Pulmonar e cai na artéria Pulmonar sendo levado aos pulmões (lembra quando a titia Tetéia lá da 6º série, disse que nas artérias só passa sangue arterial, era mentira, repare como o sangue na artéria pulmonar continua sendo venoso), nos pulmões ele é oxigenado e vai pra veia pulmonar (coincidentemente, essa veia pulmonar leva sangue arterial. Ô mentirada!), aí cai no átrio esquerdo, passa pela valva Bicúspide e é ejetado para o ventrículo esquerdo, passando pela valva Aórtica e seguindo pela artéria Aorta para todos os sistemas... ufaaa, é só isso.

 

Aliás, até agora eu não disse o que é Sístole e nem Diástole, vamos lá:

 

Sístole: É a contração ventricular, repare que o sangue sai diretamente do ventrículo para todo o organismo, neste momento, a pressão exercida pela contração do ventrículo é a maior possível, a gente chama de pressão sistólica (se reparar bem no seu aparelho de pressão vai achar esse termo lá). A pressão sistólica é conhecida como a pressão máxima ou maior, é preconizado que ela fique em torno de 120 mmHg (milímetros de Mercúrio, é a unidade de medida usada para se avaliar pressões). No momento da Sístole, o ventrículo contrai, para ejetar o sangue com a força máxima, exercendo a pressão sobre as paredes das artérias, é nesse momento que o aparelho capta a pressão sistólica; simultaneamente o átrio relaxa, abrindo-se para receber o sangue vindo dos sistemas.

 

Diástole: É o relaxamento ventricular, na diástole o ventrículo está relaxado, pois precisa estar apto a receber o sangue que vem do átrio; com isso a pressão exercida por ele sobre o sangue é a mínima possível. Essa é a pressão diastólica, também conhecida como mínima ou menor. O Ministério da Saúde indica que essa pressão diastólica deve estar por volta de 80 mmHg (sim, desta forma tem-se o famoso 12 por 8 de que tanto ouve-se falar). Na diástole, assim que há o relaxamento ventricular, também há a contração atrial, para encher os ventrículos de sangue, a pressão exercida sobre as paredes das artérias é muito baixa, por isso fica até difícil de ouvi-la usando o estetoscópio (é aquele objeto que alguns profissionais de saúde sem noção, usam enrolado no pescoço, para desfilar pelos corredores, como se fosse um colar).

 

Bem acho que é isso, estou com uma vontade de explicar porque o sal aumenta a pressão, mas esse assunto fica pra outra vez.

 

Observações:

 

O nome do aparelho usado para verificar a PA é ESFIGMOMANÔMETRO.

 

As valvas Tricúspide e Bicúspide são chamadas de valvas atrioventriculares, logicamente por estarem entre o átrio e o ventrículo.

 

A valva Pulmonar e Aórtica são chamadas de valvas Semilunares (bem, o a etimologia da palavra indicaria que elas se parecem com um meio círculo, ou uma lua crescente ou um ângulo de 180°, quem souber o correto porque deste nome, sinta-se à vontade para comentar).

 

A valva Bicúspide, também é conhecida como valva Mitral (um certo dia, um amigo meu, o Gabriel, disse que é porque ela se parece com aquele chapeuzinho que o Papa usa, que se chama Mitra, por isso o nome, mas eu nunca notei a semelhança).

 

 

Como o Sapo estava ao postar: Com muito calor
O que o Sapo pensava enquanto postava: Escrever dá um trabalho
Publicado pelo Sapo mesmo: Sapo às 19:46
Endereço deste artigo do Sapo | Comentar sobre esse artigo do Sapo | Ver comentários sobre esse artigo do Sapo (7) | Adicionar este artigo (do Sapo) aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Julgamento

Julgamento é a última edição do bloco de Odisséia, impossível de ser esquecida por causa de sua temática nova, aonde as cartas vermelhas davam a opção do oponente tomar dano em troca da não realização do seu efeito, quem nunca ficou furioso quando o oponente anunciava um Intimidar e você se via entre a cruz e a espada, outras cartas poderosas foram Despertar do Mirari e a maravilhosa Maravilha, que masacrava no Azul/Verde Loucura.

 

 Kamalh, Lutador da Liça

Kamalh, ainda na sua fase vermelha, nesta edição ele se torna uma carta verde

   

                                                             

                            Julgamento, 3º edição do bloco Odisséia

  

No final de Tormento, Kamahl partiu em meio à destruição com o Mirari. Kamahl retornou para as montanhas Párdicas com ele, sentindo-se modificado pelo seu poder, como todos os outros posuidores anteriores. Ele novamente encontrou-se com seu antigo mentor, Balthor, e sua irmã Jeska, e em seguida desafiou os líderes tribais reunidos, pelo controle de todas as tribos em um torneio na forma de combate. Neste meio tempo, Laquatus já tramava como obter o Mirari de Kamahl, encontrando-se forçado a aliar-se com ambas as Ordens, do Norte e a Cabala, para avançar em seus planos; apesar de que ambos grupos foram seriamente afetados pelos eventos de Tormento.

            Jeska e Balthor estavam preocupados com a sede de sangue e fúria incansável de Kamahl, mas ele não os ouvia. Assassinos da Cabala são enviados por Braids para obter o Mirari antes que seu novo "Aliado" Laquatus possa por as mãos nele. Na batalha pela supremacia sobre as tribos bárbaras, Kamahl corta fora o braço de um de seus oponentes principais (e um de seus amigos mais antigos) e quase o mata, causando uma separação entre as tribos que o seguem e as que se opoêm a nova ordem imposta por Kamahl.

             Balthor e Jeska concordam que o Mirari é a causa disto tudo, e Kamahl precisa abandoná-lo. Jeska e Kamahl lutam por ele, e Kamahl fere gravemente sua irmã. Isto o faz acordar da influência do Mirari, mas seu desespero o deixa sem ação quando os assassinos da Cabala invadem. Por sorte, o grupo liderado pelo velho amigo de Kamahl repele os intrusos, e promete cuidar de tudo enquanto Kamahl leva Jeska para a floresta Krosana, atrás de ajuda. Mas Laquatus, a Ordem e a Cabala estão em seu encalço.

Após muitas trilhas, Kamahl e Bathor encontram Seton na floresta; Balthor fica para trás para lutar contra as novas forças liderados por Laquatus. Balthor é morto pelo Campeão de Laquatus, após mesmo causar-lhe um ferimento mortal. Seton, enquanto isto, treina Kamahl nos ensinamentos do verde, e promete fazer o que for possível por Jeska. Ele envia Kamahl para o coração da Floresta para falar com os Nantukos, e os ensina como atravessar a floresta sem quebrar o balanço da natureza. Para Laquatus as coisas se complicam.

             Imperatriz Llawan dizimou seu exército posterior, e a tênue aliança com a Ordem e a Cabala está começando a ruir, então ele busca novas traições, até mesmo quando as forças combinadas tomam de assalto a floresta para encontrar Kamahl e o Mirari, mas são continuamente repelidas. Como se isto não fosse o bastante, Laquatus é assolado por um ataque misterioso de um oponente desconhecido.

Kamahl, que agora está devotando-se ao verde, segue para vila dos Nantukos, onde ele tem uma audiência com o Mestre dos Nantukos, Thriss, que avança os ensinamentos de Kamahl no caminho do verde. Fora da floresta, Imperatriz Llawan informa a Cabala e a Ordem de como Laquatus utiliza-se de suas traições e descobrem sua manipulação. Eles o abandonam para obter o Mirari sem ele. Ele ainda possui o que restou de suas forças leais, e mesmo assim, ele ataca.

Mas ele então descobre quem é seu oponente desconhecido: Balthor, reanimado por Braids como um zumbi. Ele, as forças de Laquatus, e Kamahl colidem numa batalha épica. Kamahl é forçado a matar seu velho mentor, o que o leva a um confronto final entre ele e Laquatus. Kamahl desfere um golpe final em Laquatus, prendendo-o ao chão com sua espada, a qual possue o Mirari anexado a seu cabo. O resultado: Um clarão de energia explode do Mirari, que recobre toda a Floresta Krosana, deixando-a ainda mais verde e viva do que antes. Satisfeito, e agora inteiramente convertido ao verde, Kamahl retorna para o lar de Seton onde lá o encontra morto, e Jeska desaparecida. Os problemas de Kamahl ainda não acabaram...

 

 

 

 

 

Como o Sapo estava ao postar: Com o rosto suado
O que o Sapo pensava enquanto postava: Chega logo essas férias
Referências do Sapo: , , , ,
Publicado pelo Sapo mesmo: Sapo às 12:34
Endereço deste artigo do Sapo | Comentar sobre esse artigo do Sapo | Adicionar este artigo (do Sapo) aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Tecido Epitelial Vs Tecido Conjuntivo

Este artigo, é dedicado á Dra. Tânia Santos de Salvador, que me enviou um e-mail muito gentil. Ela me lembrou de uma coisa, a algum tempo atrás, eu disse que escreveria sobre os tecidos epitelial e conjuntivo e até agora não o fiz, bem, a mensagem recebida me animou a entrar neste assunto.

 

É o seguinte:

 

 Tecido Epitelial: É formado por células justapostas, ou seja, estão todas muito grudadinhas umas nas outras e há uma escassez de matriz extracelular (tudo que existe fora das células). Uma particularidade muito legal, é que, deixe-me lembrar, há sim, o tecido epitelial é totalmente avascular,  (portanto não sangra, já que não possui nenhum vaso passando por eles), porém apresenta muitas terminações nervosas. Dá até para ter uma idéia do porque a ausência de vasos, como toda hora estamos nos arranhando, seria muito complicado deter os sucessivos sangramentos que ocorreriam. Como o epitélio serve de revestimento, ele possui uma grande capacidade mitótica (renovação), Ex: pele - de dois a três vezes ao dia. O epitélio tem quatro funções principais:

 

  •  Revestimento (proteção) - Ex: Pele
  •  Revestimento (absorção) - Ex: Epitélio intestinal
  •  Sensorial (neuro-epitélio) - Bem, a pele transmite sensações né
  •  Secreção - As glândulas são formadas de tecido epitelial

Os cílios fazem batimento ritimado, para levar as impurezas até a saída

Epitélio nasal

 Tecido Conjuntivo: Não possui justaposição entre as células, quando visualizamos através do microscópio, dá pra ver que elas são bem separadinhas, portanto o conjuntivo possui abundância de matriz extracelular, e é muito, muito mesmo, altamente vascularizado para caramba à beça (acho que exagerei um pouco). Acho que o tecido conjuntivo mais conhecido é o tcham, tcham, ram, ram... o sangue; o sangue é um tecido conjuntivo, pois suas células estão separadas e a matriz é abundante (neste caso é o plasma e tudo o que ele contém). A célula característica do tecido conjuntivo é o Fibroblasto, que pode ter X funções e Y nomes de acordo com a sua localização. O Fibroblasto é capaz de dar origem a outras células do tecido conjuntivo (Condroblasto nas cartilagens, Osteoblastos nos ossos, etc). O conjuntivo tem muitas funções específicas, de acordo com o tipo de células que o tecido apresenta (ossos, cartilagens, sangue, medula óssea, tecido adiposo e assim por diante), mas no geral, as principais funções são:

  • Defesa: Realizado pelas células brancas do sangue
  • Transporte: Realizado pelas células vermelhas do sangue  
  • Cicatrização: Realizado pelos Fibroblastos
  • Sustentação: Ossos
  • Preenchimento: Orgãos não podem ser ocos né
  • Armazenamento: Tecido adiposo sub-cutâneo

Tecido conjuntivo cartilaginosoNo centro, os Condrócitos; são as células maduras da cartilagem. Ao redor, o Pericôndrio, que é a membrana que envolve as cartilagens a fim de nutri-las

Obs: Não é regra, mas geralmente quando alguém usa a palavra tecido, subentende-se que esteje se referindo ao tecido conjuntivo e em boa parte das vezes, o sub-epitelial, que é justamente o que sustenta a nossa pele (Alguém já deve ter ouvido: Aonde está o Mastócito, no sangue? Nãããooo, no tecido).

 

Ponto-chave: Como eu disse, o epitélio não é vascularizado. Então como ele sobrevive se é o sangue quem leva os nutrientes? Muito que bem (tive um professor de admnistração, que sempre dizia isso, era português, acho que seu nome era Manoel...), acontece que o tecido epitelial, sempre se encontra associado ao tecido conjuntivo, através de uma camada muito fina chamada de membrana basal. A nutrição do epitélio, ocorre através da passagem dos nutrientes oriundos do sangue que penetram no conjuntivo; a partir daí, os nutrientes passam ao epitélio através do processo de difusão. É por isso que as camadas mais superficiais da pele, não tem vida, os nutrientes não conseguem chegar muito longe pela difusão, a mesma coisa acontece com as unhas e cabelos.


O que? Você pagou R$ 150,00 em um tratamento que prometeu dar/devolver/restaurar a vida de seus cabelos... foi enganada.

 

Como o Sapo estava ao postar: Sem tempo
O que o Sapo pensava enquanto postava: Tenho duas provas amanhã
Referências do Sapo: , , , ,
Publicado pelo Sapo mesmo: Sapo às 18:20
Endereço deste artigo do Sapo | Comentar sobre esse artigo do Sapo | Ver comentários sobre esse artigo do Sapo (15) | Adicionar este artigo (do Sapo) aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Olhos do Sapo

pessoas já visitaram a página do Sapo.

Pesquise no blog do Sapo

 

Fale com o Sapo


e-mail
E-mail do Sapo

MSN do Sapo

Orkut do Sapo

Facebook do Sapo

Twitter do Sapo

Categorias dos artigos do Sapo

Biomédicas (21)

Downloads (4)

Magic (8)

Jogos (6)

Politicagem (3)

Zoeira (9)

Últimos artigos do Sapo

DOR, o que você sabe sobr...

Necrose Vs Apoptose

Bilbo, o Salvador!

Literatura: O Sítio do Pi...

O que ocorre no Alzheimer...

Procariotas Vs Eucariotas

Receita de bolo: Como pre...

Agonista Vs Antagonista

Rio de Janeiro Vs Dengues...

Epidemia Vs Endemia

Últimos comentários no Sapo

Achei muito legal mas também preciso de informaçõe...
Melhor explicação!!! Agora entendei a diferença!!
ME DEIXA CLICKAR SEU FILHA DE UMA PUITA SEU BOT FU...
seu fudido de merda
Vai tomar no cu vou te comer sapo filha da puta.~c...
Muito obrigada, me ajudou muito!!!
Você é 10 !!! Simplesmente sem palavras pra agrade...
O jeito que explica é maravilhoso!Super fácil de a...
Transmitir os sentimentos nas palavras, é algo de ...

Links do Sapo

Arquivos do Sapo

Julho 2010

Maio 2010

Março 2010

Setembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Setembro 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Dicionário do Sapo

Artigos do Sapo mais comentados

Free Domain

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Clique no bolso do Sapo

Referências do Sapo

todas as tags