Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

pH Vs pKa

Grau de ionização do fármaco... ninguém merece (nem acredito que estou postando sobre isto).


Todo estudante que vê um pouquinho de química na academia (principalmente se tem algo a ver com medicamentos, Hááá... de volta a lendária Farmacologia, pedra no sapato do pessoal das biomédicas), fica meio enrolado com essa coisa. Afinal, são tantas siglas e pês e kas que ficamos zonzos, quando não abandonamos a disciplina por achar que está difícil demais (acreditem, já vi bastante gente abandonar farmaco antes da primeira prova).

 

 

 

Mas afinal de contas o que são essas malditas letras?

 

 

 

Muito bem, já expliquei antes o que é o pH, mas para quem não lembra (ou está com preguiça de clicar aqui), vou fazer uma breve revisão:

 

 

 

pH: É o que chamamos de potencial de Hidrogênio. É apenas uma medida que diz se a substância tem pouco ou muito H+ e a classificação a que ela pertence, de acordo com o pH. A escala do pH vai de 1 à 14, sendo que 7.0 é considerado neutro (água), de 7.1 à 14 é básico (sangue) e de 1.0 à 6.9 é ácido (leite... é o leite é ácido). Bem facinho, não?


pKa: Essa é a parte onde o pessoal se complica, na maior parte das vezes, simplesmente porquê ridiculariza os conhecimentos de bioquímica adquiridos no primeiro ano (isso quando se importa de aprender bioquímica de verdade). O pKa, é torna-se fácil de entender quando se tem uma visão clara do pH em relação ao meio; por definição o pKa é assim: pKa é o pH onde o fármaco é 50% ionizado e 50% não ionizado. Parece difícil, mas não é; veja bem. O Ácido Acetil-Salicílico (se não me engano, é a famosa Aspirina), tem o seu pKa igual a 3.5, então quando você toma um comprimido disso, se o seu estômago estiver com um pH exatamente igual a 3.5 (o normal é de 1.4), metade das moléculas de Aspirina vão ficar carregadas e metade vão ficar sem carga (50% ionizado e 50% não ionizado).


Sei que parece meio complicado, mas aí vão os macetes. Primeiro se ligue sempre na classificação da substância, se ela é ácida ou base, pois você precisa ter em mente uma coisa muito importante: Quanto mais uma substância ácida for para um meio básico, mais ionizado ela vai ficar e consequentemente, quanto mais ácido for o meio, menos ionizado ela fica. A recíproca é verdadeira, se uma substância básica for colocada em um meio ácido, mais ionizado ela fica, e quanto mais básico for o meio, menos ionizado ela fica.


Quando  termino de explicar isso aos alunos, eles me olham com aquela cara de "Não estou entendendo nada", então escrevo assim:


Ácido em Base fica ionizado

Ácido em ácido fica não-ionizado


Base em ácido fica ionizado

Base em Base fica não-ionizado


"Hááááá...!" é o que eles dizem, "pois é" é o que eu digo.

Segundo macete, o pKa não classifica a substância com relação ao pH. Então o Ácido Acetil-Salicílico não é um ácido por causa que o seu pKa é 3.5, ele é um ácido porquê essa é sua característica química e ponto. Quero dizer que existem substâncias ácidas com pKa maior que 7.0 e substâncias Básicas com pKa menor que 7.0. Então sempre olhe sua classificação.

Aprofundando-se um pouco mais, vamos descobrir que o grau de ionização, vai aumentando ou diminuindo de acordo com a aproximação aos extremos da escala de pH, sendo que o 1.0 e o 14 representam 100% de ionização ou 100% de não-ionização.

É assim, vou usar o exemplo acima. Se o Ácido Acetil-Salicílico, que tem um pKa de 3.5 estivesse em um meio de pH 3.5, ele seria metade ionizado e metade não ionizado. Mas ele sendo um ácido e pela regra de ácido em ácido fica não-ionizado, se o colocásse-mos em um meio de 1.5, ele perderia carga e ficaria mais não-ionizado (talvez 80% não-ionizado e 20% ionizado). Se o meio tivesse o pH igual a 1.0, ele ficaria 100% não-ionizado. A mesma coisa vale para um meio básico, quanto mais uma substância básica for para um meio perto do 14, mais não ionizado ela ficará e quanto mais o meio estiver distante do 14, mais ionizado ficará.

Parece besteira ter de entender isso, mais o grau de ionização do fármaco é importante ser levado em conta tanto na hora da fabricação, prescrição e administração do medicamento, pois, como cada parte do corpo tem um pH diferente, as substâncias químicas reagem de maneira diferente de acordo com o meio.

Outro dia eu explico os outros fatores que influenciam na interação das drogas com o corpo...
Como o Sapo estava ao postar: Epidemiologia tenho de estudar
O que o Sapo pensava enquanto postava: Que assunto legal... (não tô me reconhecendo)
Publicado pelo Sapo mesmo: Sapo às 17:30
Endereço deste artigo do Sapo | Comentar sobre esse artigo do Sapo | Adicionar este artigo (do Sapo) aos favoritos
 O que é? |  O que é?
49 comentários:
De Vanessa a 28 de Março de 2009 às 15:21
Eu te amo!!!!


De Patrícia Amorim a 6 de Outubro de 2010 às 12:41
nossaa voce não sabe o quanto me ajudou no prova de anestesiologia....brigadao...parabéns pelo site, muito bom e didático...está add na minha lista de favoritos!!!


De Valeria a 5 de Maio de 2009 às 01:28
parabéns pelos macetes, são realmente úteis.


De Não estou a fim de me identificar... mas o Sapo é lindo a 10 de Maio de 2009 às 21:47
Eu te amo!


De Renata a 30 de Maio de 2009 às 01:02
Parabéns,
consegui enfim entender isso. Mas não estou estudando Aspirina, e sim, anestésico locais.
Obrigada pela ajuda. hehe


De Joaquina a 1 de Junho de 2009 às 14:01
A coisa mai linda deste site é o sapinho que anda a paseear em cima do rato!!

Eu te amo sapinho!!


De elessandra a 1 de Junho de 2009 às 22:52
gostaria que vc explica -se melhor porque o leite mesmo sendo básico continua acido.

desde já obrigado!!!!

adorei o site..


De Não estou a fim de me identificar... mas o Sapo é lindo a 2 de Junho de 2009 às 14:45
Gostei do exemplo do AAS. Sou estudante de farmácia e o assunto é a minha paixão. Gostei da explicação, mas gostaria de algumas fórmulas explicadas.
Valeu irmão sapo.


De Sapo a 3 de Junho de 2009 às 07:43
Olá senhorita,

Creio que a donzela está confundindo-se. O leite nunca foi básico. Até então, ele é ÁCIDO. Pois o seu potencial hidrogeniônico (pH) encontra-se em uma escala abaixo de 7,0.

Espero ter podido ajudar!

Dois beijos...



De jorge a 30 de Julho de 2010 às 14:49
eu li o que escreveste sapo but eu quero saber o significado de Pka!!!!se PH é potencial de Hidrogenio entao pka é o que?


De EU a 19 de Março de 2012 às 13:04
Jorge, pH é o POTENCIAL HIDROGENIÔNICO (pH = -log[H+]) e o pKa é o logaritmo negativo da constante de equilíbrio da ionização do ácido (Ka) (-logKa). Este tratamento matemático foi feito porque as concentrações estão na forma exponencial...


De Andrea USP - SP a 15 de Junho de 2009 às 18:55
Muito boa a explicação! Bem didática! Me ajudou a entender o mecanismo de ação dos anestésicos locais... rs
Beijo!


De marco a 26 de Junho de 2009 às 23:02
Caro amigo

suas explicações foram muito infelizes e posso dizer que estão todas equivocadas, tanto de pH quanto de pKa

aconselho a vc buscar fontes seguras em livros de química geral

ps. sou químico e faço doutorado em química orgânica

um abraço e boa sorte


De Lídice a 21 de Setembro de 2010 às 18:59
Caramba!


De EU a 19 de Março de 2012 às 13:00
Concordo em gênero e grau..


De EU a 19 de Março de 2012 às 13:01
Concordo em gênero e grau com o Marco... Precisa estudar mais e explicar corretamente aos alunos...


De ahsiahiushas a 29 de Junho de 2009 às 19:20
sapooooooooooooooooooooo ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh


De Lay a 10 de Julho de 2009 às 18:49
Obrigada pelas informações! Você realmente consegue deixar a coisa assimilável. Parabéns!!


Comentar o artigo do Sapo

Olhos do Sapo

pessoas já visitaram a página do Sapo.

Pesquise no blog do Sapo

 

Foto do Sapo

Fale com o Sapo


e-mail
E-mail do Sapo

MSN do Sapo

Orkut do Sapo

Facebook do Sapo

Twitter do Sapo

Categorias dos artigos do Sapo

Biomédicas (21)

Downloads (4)

Magic (8)

Jogos (6)

Politicagem (3)

Zoeira (9)

Últimos artigos do Sapo

DOR, o que você sabe sobr...

Necrose Vs Apoptose

Bilbo, o Salvador!

Literatura: O Sítio do Pi...

O que ocorre no Alzheimer...

Procariotas Vs Eucariotas

Receita de bolo: Como pre...

Agonista Vs Antagonista

Rio de Janeiro Vs Dengues...

Epidemia Vs Endemia

Últimos comentários no Sapo

Muito bem explicado, sou estudante de radiologia, ...
Tem mais por favo
Ateeeeee q enfim eu entendi estou apaixonada amei ...
Os linfócitos B, também são apresentares de antíge...
VA DA O CÚ E APRENDA A LER DIREITO
Parabéns pela explicação!!! De todos os sites que ...
Boa noite, amigos faço tratamento, e a cada...
Gostei ajudou-me bastante!...
Sapo, além dos glóbulos brancos e vermelhos do san...

Links do Sapo

Arquivos do Sapo

Julho 2010

Maio 2010

Março 2010

Setembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Setembro 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Dicionário do Sapo

Artigos do Sapo mais comentados

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Clique no bolso do Sapo

Referências do Sapo

todas as tags