Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Tormento

Continuando a série dos picotes sobre a história de Magic, agora é a vez da coleção Tormento, uma das melhores na minha opinião, principalmente por ter lançado uma das habilidades mais maneiras de se jogar: Loucura, onde você pode jogar suas mágicas no momento em que vai descartá-las, abrindo um leque sem fim de possibilidades e combos. Ninguém que jogou nesta época é capaz de esquecer cartas como Rizowalla Preguiçoso (por ironia, é uma das criaturas mais rápidas já lançadas), Mestiço Selvagem, Rugido do Worme e Lógica Circular; que eram a base para um dos baralhos mais fortes da época: o Loucura verde/azul (UG Madness).

  

Tormento, a edição dos pesadelos

 

Os Invocadores de demência são seres treinados pela Cabala para chegar até os confins de sua psiquê e liberar os monstros mais aterradores baseados em seus próprios medos mais profundos e a mais obscura imaginação. Estes magos vagam pelo mundo procurando observar animais e monstros para mais tarde arrancá-los de suas memórias como aberrações distorcidas de suas formas originais. Algumas vezes eles podem até mesmo absorver a essência vital de uma criatura que eles mataram, prendendo-as em suas mentes e utilizando-os mais tarde como a base de invocações grotescas. Inevitavelmente, passar tanto tempo aperfeiçoando o lado sombrio de suas mentes tem um custo terrível na sanidade dos invocadores de demências. Todos os invocadores são loucos; de fato, muitos se tornam tão insanos que adquirem um estado vegetativo. Mas alguns, como Braids, mantêm o bastante de seu raciocínio para continuar a servir a Cabala e lutar nas liças. Estes invocadores de demência são os mais perigosos de todos, pois eles combinam inteligência, são imprevisíveis e psicóticos.

A Cabala lucra no mercado de trocas e jogatina que provém de suas lutas nas Liças, e então dai seu interesse em criar monstros cada vez maiores e melhores, para fazer com que os próximos horrores sejam mais cruéis e horríveis do que os anteriores. Monstros diabólicos atraem multidões, as quais fazem apostas, as quais dá a Cabala mais dinheiro. Eles estão sempre de olho na próxima "estrela" da arena, o próximo invocador que irá levar seus lucros às alturas.

Um homem chamado Chainer tinha esperanças de se tornar um dos invocadores de elite. Em seu coração ele era uma boa pessoa, mas eles simplesmente não tinham para onde ir e ninguém que se importasse. Ele veio para a Cabala atrás de um emprego e uma família, e a Cabala o recebeu de braços abertos, alimentando-se de sua solidão. É claro, a Cabala também deu boas-vindas ao presente que Chainer trouxe com ele, uma misteriosa esfera de cristal que ele havia encontrado em algumas ruínas abandonadas.

A esfera, conhecida mais tarde como o Mirari estava repleta com poder místico, um poder que o patriarca da Cabala estava ansioso para explorar. Ele estava igualmente ansioso para explorar Chainer, que possuía um enorme talento-nato para invocar as demências.

Chainer iniciou seu treinamento como um conjurador, aprendendo a conjurar poderosos horrores beirando sua sanidade. Seu talento rapidamente o trouxe para as lutas principais das Liças e lhe deu muito prestígio. Durante o curso de sua empreitada, Chainer encontrou Kamahl, um bárbaro das Montanhas Párdicas que veio para as liças para conquistar um nome por si mesmo. Os dois rapidamente se tornaram amigos, e mais tarde, aliados na arena. Chainer admirava Kamahl por sua força e selvageria, enquanto Kamahl respeitava Chainer por sua ambição e talento.

Após algumas lutas, o Patriarca deixa Chainer usar o Mirari. A esfera mágica amplia o poder de chainer milhares de vezes, permitindo a ele criar uma nova linhagem de monstros: As criaturas-pesadelo. Todos os invocadores de demência são capazes de criar horrores poderosos, mas a nova criação de Chainer é algo ainda mais horrivelmente poderoso do que qualquer um já foi capaz de imaginar. Criaturas-pesadelo são tão aterradoras que eles são literalmente capazes de arrancar os medos daqueles que os vêem. Algumas vezes este medo induzido drena as magias da mente de um mago; ou drena completamente sua essência vital, ou corta sua conexão com uma criatura conjurada. Apesar do medo rapidamente recuar após o pesadelo partir, as cicatrizes mentais podem durar por uma vida toda. Estes pesadelos são as criações que garantiram a Chainer sua posição de destaque dentro da Cabala.

Com o tempo, Chainer ganhou mais e mais poder dentro da organização. Ele foi até mesmo escolhido para criar uma criatura-pesadelo para o mais novo aliado da Cabala, Embaixador Laquatus, infelizmente, o misterioso Mirari rapidamente manifestou sua influência corruptível novamente.

Chainer se embriagou com o poder do Mirari. Combinado com o uso constante de seu lado sombrio para as invocações de demência, sua sanidade rapidamente começou a ruir. Enquanto suas criaturas-pesadelo ficavam cada vez mais fortes, sua noção da realidade e sua moral ficavam cada vez mais fracas. Ele gostou de desfrutar do poder que tinha sobre a vida e morte, e desenvolveu uma intolerância em usar este poder. Quando a Ordem do Norte iniciou uma cruzada contra a Cabala, Chainer liberou um pesadelo especial em uma das enfermarias de campo da Ordem. Esta criatura liberou enxames de insetos carnívoros que dolorosamente mataram cada alma viva no hospital. Tal ato de brutalidade de Chainer seria inimaginável antes, mas sob o poder do Mirari, tudo e qualquer coisa pode ser possível. Kamahl, que já havia sentido a força do Mirari, percebeu a ruína de seu amigo, mas ainda tinha esperanças em trazê-lo de volta ao caminho certo.

Infelizmente, Chainer ficou tão corrompido com o poder que Kamahl não era mais capaz de ignorar o que estava acontecendo. Graças ao Mirari, a loucura de Chainer estava crescendo, se espalhando através do continente. Ela até mesmo já estava infectando as feras da terra-natal de Kamahl, as montanhas Párdicas. Elas estavam sofrendo mutações virando paródias das formas das criaturas-pesadelos. O Mirari amplifica ao extremo a personalidade básica daquele que o possui, e Chainer não era exceção. Ele conseguiu poder bastante para exilar o Patriarca e instaurar-se como o novo líder da Cabala. Chainer não se importava mais com as outras pessoas, nem mesmo com seu bom amigo Kamahl, e estava pronto para deixar sua horda de criaturas-pesadelo tomar o continente. Kamahl estava diante de uma dura decisão: Iria ele assistir Otaria cair nas trevas, ou iria ele trair um dos únicos amigos que tinha?

Em meio a este caos outros eventos ainda estão se desenrolando: Embaixador Laquatus faz seus planos para destronar Lawan, a Imperatriz e viúva de Abosha. Seton, o protetor da floresta Krosana, prepara seu povo para guerra. Após a morte de Pianna e Kirtar, o aviano Teroh, novo líder da ordem quer vingança contra os supostos assassinos dos antigos líderes da ordem: a Cabala e Kamahl.

 

Na ilustração: Chainer, Mestre da Demência

                   Capa do livro que conta a história da coleção

O Mirari, um dos mais poderosos artefatos já criados, está agora nas mãos da sinistra Cabala. Através de seu poder, e através de sua influência de atração, o Patriarca da Cabala esta determinado em utilizá-lo da melhor forma possível. Ele o coloca como prêmio nas lutas, desafiando que os melhores guerreiros em Otaria o ganhem. Muitos atendem ao apelo, incluindo Kamahl, que jurou obter o Mirari de qualquer forma. No caminho de sua jornada, ele encontra-se novamente com Chainer, um jovem invocador de demências, que ele encontrou logo que chegou nas liças. Os dois reafirmam sua antiga amizade, e se unem para que ninguém mais além dos dois obtenha o Mirari.

Kamahl precisará de ajuda. Seu amigo Seton partiu, retornando para as profundezas da Floresta Krosana para informar o que ele havia visto, e preparar seu povo para guerra. Embaixador Laquatus, ainda aborrecido por sua falha em manter o Mirari, redobrou seus esforços em tomar o controle tanto do Artefato quanto do Império dos Cefálidas. Desta vez, ele terá um forte opositor: Llawan, a viúva sagaz e conivente de Aboshan, que retornou de um longo exílio para retomar o trono de seu marido.

Major Teroh, o novo líder da Ordem, está enfurecido com a perda de seus comandantes e a fortaleza nas áreas ao Norte. Ele jura vingança contra Kamahl, o qual ele acredita ser o responsável pela destruição da fortaleza. Ele também inicia uma cruzada massiva contra a Cabala, determinado a varrer sua influência em Otaria de uma vez por todas.

 

Como o Sapo estava ao postar: Feito a barba a seco
O que o Sapo pensava enquanto postava: Não tenho uma foto decente
Publicado pelo Sapo mesmo: Sapo às 14:42
Endereço deste artigo do Sapo | Comentar sobre esse artigo do Sapo | Adicionar este artigo (do Sapo) aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

Invasão & Odisséia

Darigazz, o Ígneo

Darigazz, um dos cinco dragões lendários de invasão
Já faz um tempinho que eu não posto sobre a história de Magic, na verdade eu estava tentando conseguir uma continuação sequêncial para postar, sem cortes; infelizmente não consegui. A próxima parte da história realmente relevante que achei, é sobre a segunda expansão do bloco de Odisséia: Tormento, infelizmente essa edição é um pouco mais avançada cronológicamente e fica difícil de entender o final da história do legado (o pouco que eu sei, foi devido as inscrições dos textos nas próprias cartas).
De qualquer maneira, tenho um resquício de história sobre o final da aventura do Legado que termina em apocalípse, que é a última expansão do bloco de Invasão e o início da aventura seguinte, na excelente coleção Odisséia. Vou postar esses fragmentos agora e no próximo eu continuo com uma parte maior sobre Tormento.
 
                 Invasão

          A invasão Phyrexiana a Dominária começa nesta coleção. As forças de Yawgmoth, deus das trevas, assolam Dominária com seus horrores metálicos e epidemias de vírus. Depois que todas as coisas vivas em Dominária serem reduzidas a seus componentes básicos e reconstruídas como escravos leais; Yawgmoth usa o planeta conquistado como sua nova base de operações para expandir sua influência maligna e ameaçar toda a vida do multiverso.
           O planinauta Urza, porém, esteve se preparando para o retorno de Yawgmoth durante quase tanto tempo quanto o próprio deus das trevas. Contando com seu próprio poder mágico e suas consideráveis habilidades como projetista e construtor, Urza elaborou uma contra-estratégia complexa e reuniu um exército global de monstros mágicos e nações humanas, convocando também Gerrard e a tripulação do navio voador Bons Ventos.
          Os combatentes estão todos reunidos e a espera terminou. Se Urza não for capaz de conduzir Dominária em uma resposta unificada contra a ameaça Phyrexiana, o planeta e todas as formas de vida que o habitam serão esmagados sob o peso das forças de Yawgmoth.
 

 Odisséia
Triller de Odisséia
Feito pela Wizards
(e postado em todos os grandes sites por eu mesmo)
para a divulgação da coleção,
algum tempo antes do lançamento oficial.
 
 
 
A invasão phyrexiana acabou há 100 anos. Em Otaria, um continente isolado de Dominária, descendentes dos poucos sobreviventes, junto com novas raças híbridas, começam a recolher os escombros em meio às ruínas. Os anões esforçam-se na reconstrução. Os nantukos, uma raça inteligente de homens-mantídeo, cooperam com os centauros e com os druidas para sobreviverem à hostil floresta de Krosa. Os avianos, homens-pássaros determinados a trazer ordem a um mundo caótico, aliam-se aos nômades residentes do deserto para favorecer a civilização, algo pelo que os bárbaros das Montanhas Párdicas não têm interesse. Os polvolídeos cefálidas dominam os mares enquanto conspiram para inundar o mundo. E a sinistra Cabala faz de tudo para aumentar seu poder.
A única coisa que une os otarianos é uma nova forma brutal de entretenimento chamada de lutas da Liça. Enquanto as pessoas clamam por qualquer chance de uma paz duradoura, Kamahl, um guerreiro bárbaro, desce dos planaltos em busca de glória nas Liças. Ao invés disso ele encontra um artefato que o leva a uma jornada que nunca irá esquecer.
 
 
 
Centauros e Nantukos : Os novos guardiões da Floresta de Otaria.
 
Polvolídeos (Cefálidas) : Criaturas aquáticas que pretendem inundar a superfície .
 
Avianos : Aliados com a Ordem querem a destruição de todos os artefatos.
 
A Cabala : Manipuladores que utilizam vapores mágicos para encantar as criaturas.
 
Mirari : O artefato cobiçado por todos.
 
Kamahl : Campeão das Liças.
Como o Sapo estava ao postar: Tentando ganhar dinheiro
O que o Sapo pensava enquanto postava: Tenho de conseguir o resto da história
Publicado pelo Sapo mesmo: Sapo às 21:25
Endereço deste artigo do Sapo | Comentar sobre esse artigo do Sapo | Adicionar este artigo (do Sapo) aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Olhos do Sapo

pessoas já visitaram a página do Sapo.

Pesquise no blog do Sapo

 

Fale com o Sapo


e-mail
E-mail do Sapo

MSN do Sapo

Orkut do Sapo

Facebook do Sapo

Twitter do Sapo

Categorias dos artigos do Sapo

Biomédicas (21)

Downloads (4)

Magic (8)

Jogos (6)

Politicagem (3)

Zoeira (9)

Últimos artigos do Sapo

Tormento

Invasão & Odisséia

Últimos comentários no Sapo

Achei muito legal mas também preciso de informaçõe...
Melhor explicação!!! Agora entendei a diferença!!
ME DEIXA CLICKAR SEU FILHA DE UMA PUITA SEU BOT FU...
seu fudido de merda
Vai tomar no cu vou te comer sapo filha da puta.~c...
Muito obrigada, me ajudou muito!!!
Você é 10 !!! Simplesmente sem palavras pra agrade...
O jeito que explica é maravilhoso!Super fácil de a...
Transmitir os sentimentos nas palavras, é algo de ...

Links do Sapo

Arquivos do Sapo

Julho 2010

Maio 2010

Março 2010

Setembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Setembro 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Dicionário do Sapo

Free Domain

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Clique no bolso do Sapo

Referências do Sapo

todas as tags